top of page

Priscilla Lampazzi, 2020/2021

1.png
3.png
4.png
6.png
7.png

A cada vez que paro para refletir sobre esse Projeto, o vejo diferente, estou diferente. Novas fotos, outras pessoas, novas trocas, novas experiências e relações.

Me fotografando vi um corpo rígido se expressar, não consigo flexibilizar movimentos, expressões, minha formação corporal se deu através da rigidez. Enxergar isso gera conflito, me traz lembranças que por anos eu silenciava. Apagamento, geral.

Em vez de querer ser outra, me mostrar diferente do que sei, me apropriei dessa rigidez para expressar a minha força, essa que usei para me conter tantos anos.

Quando me abri, vi outras se abrirem. Esse é um movimento de correnteza e requer coragem.

Por todas que já fui, por todas que se permitiram, por todas! Por nós todas! 

Abraçar-te-ei!

2.png
2 (2).png
5.png
diidi.png
8.png
bottom of page