top of page

O Projeto

É sobre abraçar, sobre se enxergar e se acolher.

Eu sou Priscilla Lampazzi, Artista Visual e Restauradora, vivo em um corpo contido há 29 anos. Em certo momento do isolamento pandêmico me vi exausta, exausta por me conter, por terceirizar o amor e cuidado que deveria ter para comigo mesma desde sempre.

Achei dentro de casa uma luz focal, metáfora que eu precisava para voltar os holofotes para mim. Parar de fugir do meu corpo, da minha imagem, de mim mesma. Não tinha para onde correr. Quatro paredes, uma única fonte de luz e eu. Escrevi em meu diário pessoal: "É muito difícil se amar, é muito difícil olhar para si com a ternura e o amor de alguém que verdadeiramente nos ama... Mas é insistência, é persistência! E tenho descoberto em mim um peito persistente!".

Enxerguei em mim sombras as quais não queria abraçar, digeri tristeza, solidão e também processos os quais não me cabiam mais. E continuei, continuei diversas noites me colocando de baixo da luz, de frente para o espelho. Finalmente, a força e energia de legitimação me envolveu, passei a dançar, a me fotografar, filmar, desenhar, pintar, cantar, escrever. 

Por fim, passei a compartilhar esse processo com outras mulheres, estimulando para que fizessem o exercício e se sentissem confortáveis, que registrassem. Essa troca resultou aos poucos em uma rede de mulheres que compartilham um pouco de si e de seus processos. 

Ao editar as fotos de forma totalmente sensitiva, busco abraçá-las, transmitindo a importância e força que cada uma coloca nessas imagens, misturando linguagens e processos artísticos. 

Esse projeto é uma semente que busco compartilhar com demais mulheres, é urgente nosso autocuidado, é urgente legitimar quem somos, como somos e nos potencializarmos através desse olhar. 
A mudança passa pela arte, pela sensibilidade do olhar para o outro, para si. 

Fortalecimento, apropriação, legitimidade.

WhatsApp Image 2021-01-25 at 13.42.45.jp
WhatsApp Image 2021-01-25 at 13.42.59.jp

Relatos

"Eu fiquei feliz mesmo a hora que eu vi as fotos eu falei: nooossaaa, Jesus, eu sou tudo isso! Assim, você não tem muita ideia né, seu olhar muda quando você olha na foto. Poxa eu sou tudo isso, nossa que p* mulherão! E não só isso, fiquei feliz, gostei de fazer as fotos, gostei de olhar para mim, fiquei animada, fiquei alegre!"

bottom of page