top of page

Marineti Caires Pinheiro, 2020

É um desafio encontrar uma música, dirá palavras que deem conta de expressar o que você representa. Esses meses todos pensando, quando achava que encontrava, virava outra mulher, outro momento, outro sentido.

 

Mestre dos magos que tenho como mãe, sempre com um conselho subjetivo, mas sempre ali. Quando ouvi Pássaro Prata, a forma como o ritmo da música vai mudando, crescendo, como a mensagem dela vem numa levada, numa expansão. “Eu quero estrada, eu sou de estrela, deixa eu ir”. Uma vez postei uma foto nossa na cachoeira e comentei o quanto eu amo uma mãe aventureira, desbravadora.

 

Você arrebentou no peito todas as cercas que te limitaram, algumas arrancaram pedaços consideráveis, ainda assim você não parou. E acho que mesmo velha você não vai parar haha. Admiro sua força, sua energia, sua vontade de se reinventar, a forma como você se abre pra vida, entende que o caminho é de aperfeiçoamento constante.

 

Me transborda os olhos ver sua enxurrada me impulsionar pra Salvador. Suas conquistas são também minhas, lembra? Como é lindo crescer junto de você, ainda sou e sempre serei um pedaço seu.

 

Corpo é memória, você está em mim e isso é infinito, sua beleza também minha mãe. Juntas viemos, juntas sempre estaremos.  A m o r .

base.png
abraçar-te-ei.png
corpo.png
3.png
piramide.png
diagonal.png
bottom of page